O que é couro e qual sua história?

Por que utilizar couro é uma solução ao meio ambiente?
23/06/2020
Minha roupa de couro amassou. Posso passar?
30/06/2020
O que é couro e qual sua história?
Share

Antes de contar a história queremos saber: Você sabe o que é couro? 

O couro é um subproduto de origem animal, constituído pela pele do animal preservada da putrefação que deve passar por estágios distintos de transformação para se tornar flexível e macio.

É um material nobre de grande durabilidade e versatilidade.  Na atualidade, o couro está inserido em uma das cadeias mais importante do agronegócio tornando-se subproduto da indústria e continua presente na sociedade, fazendo parte de objetos decorativos, revestimentos de paredes, carros, motos e aviões, mobiliário, além de roupas e acessórios como bolsas, cintos, entre outros (BRAZILIAN LEATHER, 2019).

O couro foi ganhando ainda mais espaço no mercado por também ser um produto sustentável visto que a projeção de crescimento para o consumo de carne bovina no mundo está projetada em 76 milhões de toneladas até 2026. Este poderia ser um grande problema para a poluição e lixo se não fosse o couro uma vez que a indústria coureira aproveita o restante do animal que seria descartado pela indústria da carne.

Além de servir como alimento, outras partes do animal são utilizadas em cosméticos, mobiliário e na medicina.

Ao todo, 49 segmentos industriais dependem dos subprodutos bovinos, como:

  • a indústria de sabão que usa o sebo como matéria-prima,
  • a gordura animal é utilizada na fabricação de perfumes e biodiesel,
  • as glândulas são aproveitadas para fins medicinais,
  • tendões e ligamentos são transformados em alimentos como gelatina,
  • os ossos são usados como fertilizantes para o setor agrícola,
  • o couro e a pele são utilizados para confecção de roupas e material de segurança como luvas
    (BRAZILIAN LEATHER, 2019).

 

A história do couro:

Desde o Período Paleolítico, ou Idade da Pedra Lascada, que se refere ao período da Pré-história que começou há cerca de 2,5 milhões de anos, os seres humanos já “curtiam” a pele animal para preservá-la do apodrecimento e torná-la um material útil às suas necessidades e utilizavam artigos feitos de couro retirado dos animais que caçavam para se vestirem e se protegerem das intempéries do tempo. A humanidade se reunia em tribos nômades e viviam da caça, pesca e coleta de frutas, havendo necessidade constante de deslocamento para obtenção de alimentos. Ainda na Pré-história, no Período Neolítico, já se realizava o cultivo de cereais e a criação de rebanhos, fazendo surgir as primeiras civilizações na região do Oriente entre o Irã e o Egito.

Posteriormente, surgiram as civilizações da Mesopotâmia e do Oriente Próximo, que desenvolveram os tecidos de linho, lã e algodão, passando a substituir as peles de animais (OLIVEIRA, 2019).

Sua participação na história da humanidade é antiga. Algumas civilizações antigas consideravam o couro tão importante que ele funcionava como moeda (LEAL, 2007).

Na Idade Média, foram descobertas novas técnicas para curtimento da pele dos animais, tornando-as mais macias e maleáveis, de modo que o couro foi entrando no mercado e passou a ser mais utilizado em diferentes produtos do vestuário.

“Durante milênios e milênios, o couro (subentende-se: todo tipo de pele animal) foi empregado indistintamente nos mais variados usos, desde os calçados, passando pelos trajes e acessórios, até o mobiliário e revestimento das bigas e quadrigas dos romanos, na época em que seu Império estava no auge. Nesse tempo todo, muitas e variadas técnicas de adorno foram criadas, adaptadas e aplicadas sobre todos os tipos de couro, indiferentemente. Seja a pirogravura (gravação a fogo por meio de ferros incandescentes), a pintura (com emprego de corantes naturais), a modelagem (gravação através de ferramentas cortantes), a cinzelagem, a perfuração, a incisão, enfim, todo tipo de processo onde se poderia deixar enriquecido um material que já, por sua própria natureza, era extremamente rico.” (BELMIRO, 1985, p. 7)

 

No século XX, durante os anos 1930, o couro ficou ainda mais conhecido com um modelo específico de jaqueta que era utilizada pelo exército de motociclistas do Terceiro Reich. A jaqueta Perfecto era toda fabricada em couro, com o fechamento frontal de zíper, com características específicas para proteger os usuários do frio, da chuva e do vento
(DEMOLIN, 2017).

Mas foi no cinema que o couro ganhou ainda mais notoriedade: a jaqueta de couro perfecto se tornou ícone da era moderna, com Marlon Brando, James Dean e Elvis Presley, tornando-se um símbolo de rebeldia para os jovens (SALEH, 2015).

James Dean – Jaqueta Perfecto

 

O Selvagem – Marlon Brando – Jaqueta Perfecto

 

Na história brasileira o setor de curtumes está fortemente presente e surgiu na indústria gaúcha e brasileira em função do encontro de mão-de-obra especializada livre – da colonização alemã, de imigrantes que chegaram a partir de 1824 e da grande demanda do mercado (VALE DOS SINOS, 2007).

 

O que você achou? Já sabia disso? Conta pra gente! 🙌🏻

Beijos, Lu e Carol. 💗

 

 

Referências utilizadas:

BELMIRO, Arnaldo. Como fazer roupas e acessórios em couro. Editora Tecnoprint S.A., 1985.
BRAZILIAN LEATHER. Couro é solução. [2019a]. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=XiGxURJydzA&feature=youtu.be. Acesso em: 24 fev. 2020.
BRAZILIAN LEATHER. Versatilidade do couro. [2019b]. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=-DWY4lKWnmo. Acesso em: 24 fev. 2020.
DEMOLIN, Caroline. A história da lendária jaqueta Perfecto. [2017]. Disponível em: https://www.odebate.com.br/moda-on-line/a-historia-da-lendaria-jaqueta-perfecto-21-09-2017.html. Acesso em: 22 jun. 2019.
LEAL, Olga Benário Ramos. Análise Técnica, Econômica e de Tendências da Indústria do Couro Brasileira e da sua Relação com a Indústria Química. 2007. Dissertação (Mestrado em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos) — Escola de Química, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.
OLIVEIRA, Andréa. A história do vestuário – os costumes de cada época. [2019]. Disponível em: http://www.cpt.com.br/cursos-confeccaoderoupas/artigos/a-historia-do-vestuario-os-costumes-de-cada-epoca. Acesso em: 22 jun. 2019.
SALEH, Francys. Conheça a história do couro do começo da civilização até entrar nos armários por meio da jaqueta de couro. [2015]. Disponível em: http://www.audaces.com/br/educacao/falando-de-educacao/2015/12/30/conheca-a-historia-do-couro-do-comeco-da-civilizacao-ate-entrar-nos-armarios-por-meio-da-jaqueta-de-couro. Acesso em: 7 abr. 2016.
VALE DOS SINOS: Indicação de Procedência. Regulamento de uso da indicação de procedência do couro do “Vale dos Sinos”. Novo Hamburgo: 30 de junho de 2007.
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *